Do pioneirismo à coxia: a memória banguense e sua relação com o turismo

Autores/as

  • Dan Gabriel D'Onofre UFRRJ
  • Rodrigo Amado dos Santos UFRRJ

DOI:

https://doi.org/10.25145/j.pasos.2016.14.076

Palabras clave:

Bangu, Tecnologia, Turismo

Resumen

Ao debruçar-se sobre Bangu e suas peculiaridades socioculturais, percebe-se que pertences ligados a esta comunidade exalariam signos capazes de evidenciar uma intrincada rede de significados. Através de um olhar descentralizado sobre este objeto, pode-se amplificar valores, personagens, explorar histórias e experiências sociais que ali se estabeleceram, tendo sempre cuidado de enxergá-la como um “espelho” de relações que apresentariam olhares e significados heterogêneos capazes de apresentar uma nova faceta à compreensão do processo de formação desta comunidade. Destarte, propõem-se aqui um trabalho com culturas, identidades e memórias daqueles que participam na tessitura de relações em Bangu, tentando entender de que maneira seu elo com o turismo pode mostrar que ainda se negligenciam importantes aspectos ligados à memória deste bairro carioca. 

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Citas

Assaf, Roberto 2001. “Bangu: bairro operário, estação do futebol e do samba”. Rio de Janeiro: Relume Dumará, Prefeitura do Rio de Janeiro,.

Bangu AC s/d. “O clube: História - Bangu e sua vida. Rio de Janeiro”. Disponível em: <http://www.bangu-ac. com. br/historia.htm> Acesso em 28 out.2014.

Bangu Shopping s/d. “O shopping: história do shopping. Rio de Janeiro”. Disponível em: <http://www.bangushopping. com/index.php?option=com_content&view=article&layout=historia&id=9&Itemid=> Acesso em 28 out. 2014.

Brasil, Ministério do Turismo 2012. “Caracterização e dimensionamento do turismo doméstico no Brasil – 2010-2011”. São Paulo: FIPE. Disponível em: < http://www.dadosefatos.turismo.gov.br/export/sites/default/dadosefatos/ demanda_turistica/domestica/downloads_domestica/Demanda_domestica_-_ 2012_-_ Relatorio_Executivo_ nov.pdf>. Acesso em: 23 jun. 2014.

Bruno, Leonardo 2009. “Roda de samba – Mocidade homenageia Mestre André, o inventor da paradinha”. Rio de Janeiro: Extra. Disponível em: <http://extra.globo.com/tv-e-lazer/ roda-de-samba/ mocidade-homenageia-mestre-andre-inventor-das-paradinhas-390844. html> Acesso em 01 nov. 2014.

Cuche, Denys 2002. “A noção de cultura nas ciências sociais”. Bauru/SP: EDUSC,.

D’ALESSIO, Marcia Mansor 1998. “Intervenções da memória na historiografia: identidades, subjetividades, fragmentos, poderes”. In: Projeto História. Trabalhos da Memória. Revista do Programa de Pós Graduados em História da PUC/SP. São Paulo, EDUC, n. 17, Nov/98, PP. 269-280.

Engineering 2012. “Bangu Shopping”. Rio de Janeiro. Disponível em: < http://engineering.com.br/site/projetos-e-cases/ bangu-shopping/> Acesso em 01 nov. 2014

Ferreira, Antônio; Luca, Tania Regina de; Iokoi, Zilda Grícoli (Org.) 1999. “Encontros com a História: percursos históricos e historiográficos de São Paulo”. IN: Rodrigues, Marly. Patrimônio, espelhos do passado. São Paulo: Ed. Unesp.

Galdo, Rafael; Daflon, Rogério 2011. “Dom Jaime Câmara, maior conjunto habitacional do Rio, tem 26 mil moradores e anexos irregulares de até sete andares”. Rio de Janeiro: O Globo. Disponível em: <http://oglobo.globo.com/ rio/dom-jaime-camara-maior-conjunto-habitacional-do-rio-tem-26-mil-moradores-anexos-irregulares-de-ate-sete-andare s-2772231# ixzz3HrtP1Nqt> Acesso em 01 nov. 2014.

Giesbrecht, Ralph Mennucci 2014. “Estações ferroviárias Central do Brasil: Mangaratiba – Bangu”. São Paulo. Disponível em: <http://www.estacoesferroviarias.com.br/efcb_rj_mangaratiba/bangu.htm> . Acesso em 27 out. 2014.

Halbwachs, Maurice 1990 A Memória Coletiva. São Paulo: Vértice Editora Revista dos Tribunais.

Humanas 2010. “História do Conjunto Residencial Cardeal Dom Jaime Câmara”. Rio de Janeiro. Disponível em: < http://grupodehumanas.blogspot.com.br/2010/11/historia-do-conjunto-residencial. html> Acesso em 01 nov. 2010.

IBGE. Estados – Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2012. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/estadosat/ temas.php?sigla=rj&tema=censodemog2010_rend> Acesso em 02 nov. 2014.

Instituto Cultural Cravo Albin s/d. “Dicionário de Cravo Albin da Música Popular Brasileira – Rancho carnavalesco”. Rio de Janeiro. Disponível em: <http://dicionariompb.com.br/> Acesso em 01 nov. 2014.

Inepac s/d. “Bens tombados - Igreja de São Sebastião e Santa Cecília”. Rio de Janeiro: Governo do Estado do Rio de Janeiro. Disponível em: < http://www.inepac.rj.gov.br/index.php/bens_tombados/detalhar/375> Acesso em 01 nov. 2014.

Jelin, Elizabeth 2001. Los trabajos de la memoria. Ed. Siglo XXI, España, Argentina.

Krippendorf, Jost 2001 Sociologia do Turismo: para uma nova compreensão do lazer e das viagens. São Paulo: Aleph.

Lima, Daslan Melo 2010. “Sessão nostalgia - o concurso Miss Elegante Bangu e aquele dezembro de 1958”. Timbaúba, PE: Passarela Cultural. Disponível em: < http://passarelacultural.blogspot.com.br/2010/12/sessao-nostalgia_ 18.html> Acesso em 28 out. 2014.

Lowenthal, David 1998. “Como conhecemos o passado”. In: Projeto História. Trabalhos da Memória. Revista do Programa de Pós Graduados em História da PUC/SP. São Paulo, EDUC, n. 17, Nov/98, PP. 63-201.

Machado, Andréa. 2012. “Casa – Comércio é um dos pontos positivos de Bangu”. Rio de Janeiro: Extra. Disponível em: < http://extra.globo.com/casa/comercio-um-dos-pontos-positivos-de-bangu-6024367. html> Acesso em 01 nov. 2014.

Mendonça, Marina Gusmão de 2002. O demolidor de presidentes: a trajetória política de Carlos Lacerda, 1930-1968. São Paulo: Códex.

Mills, John 2005. Charles Miller: o pai do futebol brasileiro. São Paulo: Panda Books.

Molina, Sérgio 2002. O pós-turismo – dos centros turísticos industriais para as ludópolis. México: Molina.

Nemzetisport 2014. “Ott jártunk, ahol megszületett a Brazil futball: minden egy skóttal kezdodött”. Budapeste. Disponível em: < http://www.nemzetisport.hu/hazaadas_marosi_gergely/egy-skot-kelmefestovel-kezdodott-az-ot-vb-aranyig-vezeto-brazil-ut-2349315> Acesso em 02 nov. 2014.

Pelli, Ronaldo 2012. “O pioneiro de Bangu”. Revista Piauí. Disponível em: <http://revistapiaui.estadao.com.br/edicao-75/ esquina/o-pioneiro-de-bangu> Acesso em 28 out. 2014.

Pollak, Michael 1989. Memória, esquecimento e silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 2(3): 3-15..

Pollak, Michael 1992. Memória e identidade social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 5(1): 200-212.2.

Possas, Lidia Maria Vianna 2001. Mulheres, Trens e Trilhos: modernidade no sertão paulista. Bauru: EDUSC.

Schumpeter, Joseph Alois 1997. Teoria do desenvolvimento econômico: uma investigação sobre lucros, capital, crédito, juro e ciclo econômico. São Paulo: Nova Cultural.

Sena, Julio [16??]. “Engenho da Serra”. Rio de Janeiro. Disponível em: <http://memoriadebangu.weebly.com/fazendas. html> Acesso em 27 de outubro de 2014.

Skyscrapercity 2011. “Arqueologia industrial – Uma bela foto aérea do Shopping Bangu”. Disponível em: < http://www. skyscrapercity.com/showthread.php?t=951050> Acesso em 29 out. 2014.

Terceiro Tempo s/d. “Francisco Carregal: o primeiro jogador negro do Brasil”. São Paulo. Disponível em: < http:// terceirotempo.bol.uol.com.br/que-fim-levou/ francisco-carregal-1987> Acesso em 28 out. 2014.

Zarko, Raphael 2009. “Exposição celebra os 105 anos do Bangu, um pioneiro do futebol brasileiro – Futebol”. Rio de Janeiro: Globoesporte.com. Disponível em: <http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/ Futebol/0,,MUL1087932-9825,00-EXPOSICAO+ CELEBRA+OS+ANOS+DO+BANGU+UM+PION EIRO+DO+FUTEBOL+BRASILEIRO.html> Acesso em 28 out. 2014.

Publicado

2016-10-22

Cómo citar

D’Onofre, D. G., & Santos, R. A. dos. (2016). Do pioneirismo à coxia: a memória banguense e sua relação com o turismo. PASOS Revista De Turismo Y Patrimonio Cultural, 14(5), 1143-1160. https://doi.org/10.25145/j.pasos.2016.14.076

Número

Sección

Artículos