A gastronomia como fator de influência na escolha de destinações turísticas – base de estudo balneário Camboriú (SC-Brasil)

  • Rodolfo Wendhausen Krause
  • Álvaro Augusto Bahls
Palabras clave: Gastronomia, Atratividade, Cultura, Cliente Gourmet

Resumen

Este estudo busca avaliar quais os fatores relacionados à gastronomia que influenciam o turista a escolher um determinado destino turístico. Busca-se, também, identificar como a gastronomia é vista em relação à cultura da localidade: o turista vê na gastronomia uma forma de conhecer a cultura local? Esse fato é significativo na escolha de uma destinação? As respostas foram obtidas através de uma metodologia hipotético-dedutiva aliada à estatística descritiva, com a aplicação de um instrumento de pesquisa resultando em 400 entrevistas estruturadas e questionários válidos para cada ano. A pesquisa cobriu os verões de 2006 e 2011 no município de Balneário Camboriú, Santa Catarina, Brasil. Como principal resultado foi criado um agrupamento de turistas por características relacionadas aos aspectos da alimentação, que permitiu a elaboração dos conceitos Cliente Gourmet, Cliente Apreciador e Cliente Alimentação, cada um desses com uma percepção específica sobre a importância da gastronomia e da cultura para o turismo.

Citas

Anderson, C. 2006. A Cauda Longa – do mercado de massa para o mercado de nicho. São Paulo: Campus.

Barretto, M. 2001. Turismo e Legado Cultural: As possibilidades do planejamento. Campinas: Papirus.

Bernardes, L. W. K. 2011. O mercado da restauração na Avenida Atlântica de Balneário Camboriú. Balneário Camboriú: UNIVALI. Dissertação de Mestrado em Turismo e Hotelaria.

Chang, R. C. Y. Kivela, J. & Mak, A. H. N. 2011. Attributes that Influence the Evaluation of Travel Dining Experience: when east meets west. Tourism Management, 32(2): 307–316.

Correia, A. Moital, M. Da Costa, C. F. & Peres, R. 2008. The determinants of gastronomic tourists’ satisfaction: a second-order factor analysis. Journal of Foodservice, 19: 164–176. 2008. doi: 10.1111/j.1745-4506.2008.00097.x <http://cgi2.uol.com.br/cgi-bin/urnavirt/urna2.cgi?urna=foltu022> acesso em 10/10/2004.

Franco, A. 2001. De caçador a gourmet – uma história da Gastronomia. São Paulo: Senac.

Freitas, H. & Moscarola, I. 2002. Da observação à decisão: métodos de pesquisa e de análise quantitativa e qualitativa de dados. ERA-eletrônica. 1(1): 2-30.

Funari, P. P. & Pinsky, J. 2011. Turismo e patrimônio cultural. São Paulo: Contexto.

Karsaklian, E. 2000. Comportamento do consumidor. São Paulo: Atlas.

Kivela, J. & Crotts, J. C. 2006. Tourism and Gastronomy: Gastronomy’s Influence on How Tourists Experience a Destination. Journal of Hospitality and Tourism Research, 30(3), 354-377.

Krause, R. W. 2011. A gastronomia como fator de influência na escolha de destinações turísticas e a caracterização do perfil de seus consumidores: base de estudo Balneário Camboriú nos verões dos anos de 2006 e 2011. Balneário Camboriú: UNIVALI. Tese de Doutorado em Administração e Turismo.

Krippendorf, J. 2009. Sociologia do Turismo: para uma nova compreensão do lazer e das viagens. 3. ed. São Paulo: Aleph.

Lakatos, E. M. & Marconi, M. A. 2009. Metodologia Científica. São Paulo: Atlas.

Lara, S. B. 2001. Marketing & vendas na hotelaria. 2ª ed. São Paulo: Futura.

Mak, A. H. N. Lumbers, M. & Eves, A. 2012. Globalization and food consumption in tourism Annals of Tourism Research. 39(1): 171–196.

Moore, D. S. 2005. A estatística básica e sua prática 3. ed. Livros Técnicos e Científicos, Rio de Janeiro.

PNDU Brasil. 2010. Ranking IDHM Municípios 2010 Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. < http:// www.pnud.org.br/atlas/ranking/Ranking-IDHM-Municipios-2010.aspx> Acesso em 05/05/2015.

Richards, G. 2002. Gastronomy: An Essential Ingredient in Tourism Production and Consumption? A. M. Hjalager & G. Richards (Eds.), Tourism and Gastronomy (p. 3-20). London: Routledge.

Ruschmann, D. 1999. Marketing turístico – um enfoque promocional 3ª ed. Campinas: Papirus.

Scarpato, R. 2002. Gastronomy as a Tourist Product: The Perspective of Gastronomy Studies. Em A. M. Hjalager & G. Richards (Eds.), Tourism and Gastronomy (pp. 51-70). London: Routledge.

Schlüter, R. G. 2003 Gastronomia e turismo São Paulo: Aleph.

Suaudeau, L. 2004. Cartas a um jovem chef – caminhos no mundo da Cozinha Rio de Janeiro: Elsevier. <http://www.laurent.com.br/noticia.asp?id=26> Acesso em 12/01/2011.

Walker, J. R. & Lundberg D. E. 2003. O restaurante – conceito e operação São Paulo: Bookman.

Wanderley, H. 2004. A percepção dos hóspedes quanto aos atributos oferecidos pelos hotéis voltados para o turismo de negócios na cidade de São Paulo. Dissertação de mestrado em Engenharia – USP, São Paulo.

World Tourism Organization - UNWTO. 2010. International Recomendations for Tourism Statistics. New York: UNWTO. 2005. Making Tourism More Sustainable - A Guide for Policy Makers. Madrid: UNWTO. 1997. Tiempo Compartido La Nueva Fuerza en el Turismo, Madrid: UNWTO.

Zaccarelli, S. B. 2000. Estratégia e sucesso nas empresas São Paulo: Saraiva.

Zeithaml, V. A. & Bitner, M. J. 2003. “Marketing de Serviços: a Empresa com Foco no Cliente” 2ª ed. Porto Alegre: Bookman.

Publicado
2016-05-02
Cómo citar
Krause, R., & Bahls, Álvaro. (2016). A gastronomia como fator de influência na escolha de destinações turísticas – base de estudo balneário Camboriú (SC-Brasil). PASOS Revista De Turismo Y Patrimonio Cultural, 14(2). https://doi.org/10.25145/j.pasos.2016.14.028
Sección
Artículos