Governança ambiental e turismo: a participação de atores no Parque Nacional Tortuguero, Costa Rica

  • Monica de Nazaré Ferreira de Araujo
  • Ligia Terezinha Lopes Simonian
Palabras clave: Gobernanza ambiental, actores, turismo, Parque Nacional Tortuguero

Resumen

A experiência na construção da governança ambiental em torno do Parque Nacional Tortuguero, é o ponto principal deste documento. Será analisada a partir da implementação do Conselho Local de Tortuguero / Setor Oeste e da articulação de alguns agentes do Setor Costeiro, notavelmente, onde há uma maior incidência de turismo. Este trabalho está estruturado com base em pesquisas qualitativas, como a coleta de bibliografia especializada, de dados documentais e legais, e também por meio de entrevistas. Através destes movimentos, foram identificadas várias acções relacionadas com a conservação do ambiente e do turismo numa perspectiva sustentável. No entanto, apesar dos progressos alcançados, continua a ser necessário empreender mais esforços por parte de todos os problemas com vários aspectos historicamente insustentáveis para a gestão do meio ambiente.

 

Citas

Arroyo-Arce, S; Guilder, J.; Salom-Pérez, R. 2014. Habitat features influencing jaguar Panthera onca (Carnovora: Felidae) occupancy in Tortuguero National Park, Costa Rica. Ver. Biol. Trop (Int. J. Trop. Biol.), v. 62 (4): 1449-1458.

Batista, I. M. da S.; Simonian, L. T. L. 2013. Implicações políticas, econômicas e socioambientais da RESEX Mãe grande de Curuçá: perspectivas de desenvolvimento sustentável no estuário paraense? Novos cadernos NAEA, v. 16, n. 1, Suplemento, p. 203-220. Belém-Pará.

CCC. 2010. Reporte del Programa de Tortuga Verde, Tortuguero, Costa Rica. Disponível em:<https://www. conserveturtles.org/pdf/reports /Tortuguero %20Reporte %20de%20Tortuga %20Verde%202009.pdf>. Acesso em: 09 novembro de 2014.

Costa Rica. Ley Orgânica del Ambiente n° 7554. La Gaceta 101 de 27/05/1998. 1998. Disponível em:<http://www.sinac.go.cr/normativa/Leyes/Ley%20Org%C3%A1nica%20del%20 Ambiente%20N%C2%BA%207554.pdf>. Acesso em: 11 junho de 2014.

Costa Rica. Ministerio del Ambiente y Energia (MINAE). Sistema Nacional de Áreas de Conservación; Área de ConservaciónTortuguero. 2004. Plan de Manejo del Parque Nacional Tortuguero. COBODES: Costa Rica.

Costa Rica. Ministerio del Ambiente y Energía (MINAE). Sistema Nacional de Áreas de Conservación. 2006. Estado de la gestión compartida de áreas protegidas en Costa Rica: resumen. San José, C. R.: SINAC; UICN..44 p.

Costa Rica. Ministerio del Ambiente y Energia (MINAE). Sistema Nacional de Áreas de Conservación; Área de Conservación Tortuguero. 2014. Informe de Visitación Turística Parque Nacional TortugueroPuesto Operativo Cuatro Esquinas y Jalova. Diego Cordero Meléndez. Costa Rica.

Dencker, A. F. M. 2002. Métodos e técnicas de pesquisa em turism. São Paulo, SP: Futura. 286 p.

Duffy, R. 2006. Global environmental governance and the politics of ecotourism in Madasgascar. Journal of Ecotourism. v. 5, n. 1-2. Disponível em: . Acesso em: 10 maio 2014.

Gohn, M. G. 2004. Empoderamento e participação da comunidade em políticas sociais. Saúde e Sociedade, v.13, n.2, p. 20-31, maio/ago.

Irving, M. de A., et al. Governança e políticas públicas: desafios para a gestão de parques nacionais no Brasil. 2005. Disponível em:<http://www.flacsoandes. org/web/imagesFTP/8679.05. Gobernanza_y_politicas_publicas _desafios_para _la_gestion_de_parques_nacionales_en_Brasil.pdf>. Acesso em: 13 nov. 2011.

ICT (Instituto Costarricense de Turismo). 2014. Disponível em:<http://www.visitcostarica. com/ict/paginas/TourismBoard.asp>. Acesso em: 10 maio de 2014.

Jacobi, P. R. 2012. Novos paradigmas, práticas sociais e desafios para a governança ambiental. São Paulo: Annablume; IEE-USP; PROCAM-USP; Fapesp. (Coleção Cidadania e Meio Ambiente).

Jacobi, P. R.; Sinisgalli, P. A. de A. 2012. Governança ambiental e economia verde. Ciências & Saúde Coletiva, v. 17, n. 6, p. 1469-1478.

Kinker, S. 2002. Ecoturismo e conservação da natureza em parques nacionais. Campinas, SP: Papirus. 256 p. (Coleção turismo).

Kooiman, J. et al. 2008. Interactive governance and governability: an introduction. The Journal of Transdisciplinary Environmental Studies, v. 7, n. 1

Lemos, M. C. L; Agrawal, A. 2006. Environmetal governance. Annu. Rev. Environ. Resour. 31: 297–325.

Meletis, Z. A.; Harrison, E.C. 2010. Tourists and Turtles: searching for a balance in Tortuguero, Costa Rica. Conservation and Society v. 8 (1): 26-43. Disponível em . Acesso em 7 de agosto de 2014.

Meletis, Z. A.; Campbell. 2007. Call it consumption!. (Re) conceptualizing ecotourism as consumption and consumptive. Geography Compass v. 1 (4): 850-870.

Nascimento, D. M. 2007. Amazônia: governança, segurança e defesa. Papers do Naea, n. 212, dez., p. 1-24.

Oliveira, R. C de. 2006. O trabalho do antropólogo: olhar, ouvir, escrever. São Paulo: UNESP.

Ostrom, E.; Schroeder, L.; Wynne, S. 1993. Institutional Incentives and sustainable development: infrastructure policies in perspective. Costa Rica : Boulder, CO: Westview.

Pereira, H. C.; Faria, I. F. de. 2010. Governança democrática e criação de unidades de conservação no Amazonas. p. 1-9. Disponível em: <http://www.uc.pt/fluc/cegot/VISLAGF /actas/tema/heloisa>. Acesso em 20 maio de 2011.

Promesa de Sídney, La: Visión. 2014. Disponível em:< http://worldparks congress.org/downlo ads/about/LA %20PROMESA%20 DE%20SIDNEY%20Vision%20esp%20versi%C3%B3n%20final%2019%20Nov.pdf> Acesso em: 28 de novembro de 2014.

Robles, G. et. al. 2007. Barreras para La implementación de los plaes de manejo de las áreas silvestres protegidas em Costa Rica. Informe Final de Consultoría. San José, Costa Rica. 93 p.

Silva, M. D. M.; Simonian, L. T. L.; Amaral Filho, O. (2013). A publicidade e a definição de regras quanto ao uso do conceito de sustentabilidade. Razón y palabra, México, v. 85: 1-22.

Simonian, L.T. L. 2007. Uma relação que se amplia: fotografia e ciência sobre e na Amazônia. In: Kawage, C.; Ruggeri, S. (Org.) Imagens e pesquisa na Amazônia: ferramentas de compreensão da realidade amazônica. Belém: Alves. p. 15-52. Ilustrado.

Sistema Nacional de Áreas de Conservación (SINAC). 2012. Disponível em:<http://www.sinac.go. cr/AC/ACTo/Paginas/default .as px>. Acesso em 10 de outubro de 2013.

Sistema Nacional de Áreas de Conservación (SINAC). 2013. Plan general de manejo del Parque Nacional Tortuguero 2014-2013. Costa Rica: Parque Nacional Tortuguero, Área de Conservación Tortuguero. Guápiles. 114 p.

Sistema Nacional de Áreas de Conservación (SINAC). 2014. SINAC em números: informe anual de estadísticas SEMEC 2103. Comps. B Pavlotzky, G. Rojas. San José, CR. 99 p.

Theys, J. La gouvernance, entre innovation et impuissance: le cas de l’environnement. Développement durable et territories. 2003. Dossier 2: Gouvernance locale et Développement Durable. Disponível em: <http://developpementdurable. revues.org/1523. Acesso em: 10 de agosto de 2014.

Publicado
2016-05-02
Cómo citar
Ferreira de Araujo, M., & Lopes Simonian, L. (2016). Governança ambiental e turismo: a participação de atores no Parque Nacional Tortuguero, Costa Rica. PASOS Revista De Turismo Y Patrimonio Cultural, 14(2). https://doi.org/10.25145/j.pasos.2016.14.021
Sección
Artículos