Marketing de servicios de ocio: estudio de caso del museo de artes y artesanías de Belo Horizonte

  • Leonardo Lincoln Leite de Lacerda
  • Hélder Ferreira Isayama
Palabras clave: ocio, marketing, calidad, servicios, museo

Resumen

El presente trabajo se basó en una adaptación del modelo SERVQUAL, complementado por cuestiones de accesibilidad y por la misión y objetivos del espacio investigado. Estudio de caso fue realizado en el Museo de Artes y Oficios de Belo Horizonte, donde se desarrollaron entrevistas con empleados de gerencia, profesionales de contacto directo y visitantes. El análisis de contenido se utilizó para organizar, analizar y categorizar los datos recopilados de acuerdo con los elementos que le beneficiaron para medir la calidad del servicio. Se ha observado que la calidad de los servicios de ocio ha alcanzado un índice superior al 90%, sin embargo el museo necesita preocuparse por el contacto entre empleados y usuarios en la parte interna del espacio, con la infraestructura del entorno y la difusión del espacio (aspecto que también se relaciona con barreras culturales

Biografía del autor/a

Leonardo Lincoln Leite de Lacerda

Mestre e Especialista em Lazer pela Universidade Federal de Minas Gerais. Graduado em Turismo pelo Centro Universitário Newton Paiva.

Hélder Ferreira Isayama

Doutor em Educação Física pela Unicamp. Coordenador do Mestrado em Lazer da UFMG.

 

Citas

Almeida, Adriana M. 2004 “Comunicação museológica: a importância dos estudos sobre os receptores/visitantes”. In: Seminário de Capacitação Museológica, I, 2004, Belo Horizonte. Anais… Belo Horizonte: Instituto Cultural Flávio Gutierrez.

Araújo, Marcelo M. 2004 “Comunicação museológica: desafios e perspectivas”. In: Seminário de Capacitação Museológica, I, 2004, Belo Horizonte. Anais Belo Horizonte: Instituto Cultural Flávio Gutierrez.

Babbie, Earl 1999 Métodos de pesquisas de survey. Tradução de Guilherme Cezarino.

Belo Horizonte: Ed. UFMG. Título original: Survey research methods.

Bardin, Laurence 2004 Análise de conteúdo. 3 ed. Lisboa.

Cabral, Magaly 2004 “Algumas reflexões sobre os princípios fundamentais da comunicação museológica”. In: Seminário de Capacitação Museológica, I, 2004, Belo Ho-

rizonte. Anais… Belo Horizonte: Instituto Cultural Flávio Gutierrez.

Carey, Kera Lonise 2003 “Improving service quality in small communities: the Bahamas as a model”. 63 p. Dissertation (Master of Science in Hotel Administration). William F. Harrah College of Hotel Administration, University of Nevada, Las Vegas.

Cronin, J. Joseph e Taylor, Steven A. 2004 “SERVPERF versus SERVQUAL: reconciling performance-based and perceptions-minus-expectations measurement of service quality”. Journal of Marketing, v. 58, n. 1, p. 125-131, jan.

Dosouto, Amaia García 2007 “Hacia una evaluación de la calidad del servicio de los museos coherente con la experiencia de ocio humanista y con su función social”. Teoría y prác-

tica. Disponível em <http://www.ocio.deusto.es>. Acesso em: 20 jun.

Dumazedier, Joffre 2008 Sociologia empírica do lazer. Tradução de Silvia Mazza e J. Guinsburg. 3 ed. São Paulo: Perspectiva. Título original: Sociologie empirique du loisir.

Fitzsimmons, James A. e Fitzsimmons,

Mona J. 2005 Administração de serviços: operações, estratégias e tecnologia da in-

formação. Tradução de Jorge Ritter. 4 ed. Porto Alegre: Bookman. Título original: Service Management.

Grönroos, Christian 1993 Marketing: gerenciamento e serviços – a competição por serviços na hora da verdade. Tradução: Cristiana Bazán. Rio de Janeiro: Campus. Título original: Service Management and Marketing.

Hoffman, K. Douglas e Bateson, John E. G. 2006 Princípios de marketing de serviços: conceitos, estratégias e casos. Tradução Ramos Fernandes. São Paulo: Pioneira Thomson Learning. Título original: Essentials of services marketing: concepts, strategies & cases.

Kawashima, Nobuko 1998 “Knowing the public. A review of museum marketing literature and research”. Museum Management and Curatorship, v. 17, n. 1, p. 21-39.

Kotler, Neil 2001 “New ways of experiencing culture: the role of museums and marketing implications”. Museum Management e Curatorship, v. 19, n. 4, p. 417-425.

Kotler, Neil e Kotler, Philip 2000 “Can Museums be all thing to all people: missions, goals, and marketing’s role”. Museum Management e Curatorship, v. 18, n. 3, p. 271-287.

Lin, Yung-Neng 2006 “Leisure – A Function of Museums? The Taiwan Perspective”. Museum Management and Curatorship, 21, p. 302-316.

Machado, Marco Antônio 1999 Avaliação da qualidade de serviços, usando uma versão modificada da escala SERVQUAL: uma aplicação em uma concessionária de veículos. 109p. Dissertação (Mestrado em Administração).

Faculdade de Ciências Econômicas/ Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. Marandino, Martha (org.) 2008. Educação em museus: a mediação em foco. São Paulo: Geenf/FEUSP.

Marcellino, Nelson C. 2000 “O lazer na atualidade brasileira: perspectivas na formação/atuação profissional”. Licere, v. 3, n. 1, p. 125-133.

Mcclean, Fiona. 1994 “Services marketing: the case of museums”. The Service Industries Journal. V. 14, n. 2, p. 190-203.

Melo, Victor Andrade de 2005 Lazer, cidade e comunidade. Brasília: SESI/DN.

Melo, Victor Andrade de 2006 A animação cultural: conceitos e propostas. Campinas: Papirus.

Ministério da Cultura 2003 Política Nacional de Museus – Memória e Cidadania. Brasília: MinC. Disponível em <http://www.museologia.mestrados.ulusofana.pt/ Politica _ Na- cional_de_Museus,pdf>. Acesso em: 24 jan. 2008.

Moraes, Nilson Alves de 2006 “Conversando com e sobre Bourdieu: museu e poder simbólico”. Revista Eletrônica Jovem Museologia: Estudos sobre Museus, Museologia e Patromônio, v.1, n.1, jan. Disponível em: . Acesso em: 7 fev. 2008.

Motta, Gustavo da Silva e Lima, Marcos Cerqueira 2007 “Indicações para a gestão da quali dade em serviços turísticos para consumidores da terceira idade: uma análise qualitativa com a interface Panteon”. Caderno Virtual de Turismo, v. 7, n. 1, p. 52-62. Disponível em: <http://www.ivt.coppe.ufrj.br/caderno/>. Acesso em: 12 abr. 2008

Pimentel, Heraldo Pedroso 2005 A percepção da qualidade do serviço de lazer sob a ótica do usuário e do seu fornecedor. 140p. Dissertação (Mestra- do em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente) – Centro Universitário de Araraquara/ Uniara, Araraquara.

Prat, Ana Goytia 2007 Expectativas y nuevas prácticas y los servicios de valor añadido. Disponível em: <http://www.ocio.deusto.es>. Acesso em: 11 jun.

Prat, Ana Goytia 2008 Implantación de sistemas de medi- ción de satisfacción del cliente. Dispo- nível em: <http://www.ocio.deusto.es>. Acesso em: 8 fev.

Stebbins, R. A. 1992 Amateurs, professional and serious leisure. Montreal, QC and Kingstone, ON. McGill-Queen’s University Press.

Suano, Marlene 1989 O que é museu. Brasiliense. São Paulo.

Torkildsen, George 1986 “Marketing of recreation”. In: Tor- kildsen, George. Leisure and recreation management. 2 ed. London: E. & F. N Span, p. 425-453.

Vaughan, Roger 2001 “Images of a Museum”. Museum Ma- nagement and Curatorship. v. 19, n. 3, p. 253 268.

Vaz, Gil Nuno 1995 Marketing Institucional: o mercado de idéias e imagens. São Paulo: Pioneira.

Yin, Robert K. 1994 Case study research: design and methods. 2 ed. London: Sage.

Zeithalm, V. e Parasuraman A. e Berry, L. 1990 Delivering quality service: balancing costumer perceptions and expectations. New York: The Free Pass

Publicado
2010-10-28
Cómo citar
Leite de Lacerda, L., & Ferreira Isayama, H. (2010). Marketing de servicios de ocio: estudio de caso del museo de artes y artesanías de Belo Horizonte. PASOS Revista De Turismo Y Patrimonio Cultural, 8(4), 463-478. https://doi.org/10.25145/j.pasos.2010.08.041