La ruta del patrimonio industrial en el valle del Ave (norte de Portugal) en una nueva tendencia turística

  • José Carlos Meneses Rodrigues Instituto de Estudos Superiores de Fafe
Palabras clave: Europa, Valle del Ave, Turismo industrial, Rutas, Museología, Memorias

Resumen

El turismo industrial en Europa (Reino Unido, España, Francia y Alemania), está emergiendo en Portugal, con potencialidades y limitaciones que pueden ser una plataforma de desarrollo cultural, social y económico, que diluirá la sensación de fragilidad interiorizada en los ciudadanos, lo que está en línea con los objetivos del estudio: i) reconocer el turismo industrial como una nueva tendencia; ii) evaluar su potencial económico y social; iii) legitimar la planificación del turismo industrial como un vínculo a establecer con las necesidades de la población local; iv) poner de manifiesto la falta de dinamismo de la Ruta del Patrimonio Industrial del Valle del Ave, creada en 2002. En la metodología, destacamos los conceptos de patrimonio industrial y turismo industrial, los itinerarios, la musealización, el NP 4556/2017 - Norma de Calidad de Turismo Industrial en Portugal; las imágenes y el marco elaborado en el itinerario finalizan los procedimientos utilizados. En las conclusiones, destacamos las propuestas para la reactivación de la Ruta.

Citas

Abad, C. J. P. 2004. “La reutilización del patrimonio industrial como recurso turístico. Aproximación geográfica al turismo industrial”. In: Treballs de la Societat Catalana de Geografia. Catalunha. Universidad Nacional de Educación a Distancia, 57, 7-32. Disponível em:<https://www.amazon.co.uk/Turismo-patrimonio-industrial-Gestión-turística-ebook/dp/B00KYS34K6>. Acesso em 12 de junho de 2018.

Álvarez, N. G. 2017. “La musealizacion del Patrimonio Industrial. Dos modelos de intervencion en la provincia de Huelva: Casa Direccion en Valverde del Camino y Molino de Mareas “El Pintado” en Ayamonte”. Pasos. Revista de Turismo e Património Cultural, vol. 15, n.º 3, 859-672. Espanha: Universidad de Sevilla.

Alves, J. F. 2004. “Património industrial, educação e investigação: a propósito da Rota do Património Industrial do Vale do Ave”. Revista da Faculdade de Letras: História, III série, vol. 5, 251-256. Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Disponivel em: <http://hdl.handle.net/10216/7772>. Acesso em 03 de julho de 2017.

Alves, J. F. 2002. “A Indústria Têxtil do Vale do Ave”. In: Mendes, José Amado; Fernandes, Isabel W (Coord.) - Património e Indústria no Vale do Ave 372-389. Vila Nova de Famalicão: Adrave.

Associação Portuguesa para o Património Industrial. Disponível em: <http://www.museudaindustriatextil.org/appi/patrimonio-nacional.php>. Acesso em 10 de setembro de 2014.

Associação Portuguesa para o Património Industrial. 2014. Disponível em: < http://www.museudaindustriatextil.org/appi/patrimonio-nacional.php>. Acesso em 10 de setembro de 2014.

Central de Reservas da Europa. 2014. Disponível em: < http:www.xatic.cat.>. Acesso em 15 de julho de 2014.

Cleto, J. & Faro, S. 2002. “A Rota do Património Industrial do Vale do Ave: caracterização e breves considerações”. ADRAVE, Património e Indústria no Vale do Ave. Um passado com futuro 148-153. Famalicão: ADRAVE.

Coit, J. C. L. 1999. “Patrimonio industrial y património de la humanidade. El ejemplo de las colonias textiles catalanas. Potencialidades turísticas y algumas reflexiones”. Boletin de la A.G.E., n.º 28, 147-160.

Barcelona: Universidad Autónoma de Barcelona.

Cordeiro, J. 2017. “A Norma de qualidade e os desafios que se colocam ao turismo industrial”. Dos Algarves: A Multidisciplinary e-Journal, 30, 6-17. doi: 0.18089/DAMeJ.2017.30.1

Cordeiro, J. 2014.05.29. “Redes Europeias de Turismo Industrial”. Seminário Desenvolvimento sustentável do turismo no Porto e Norte de Portugal. Fafe: Auditório do IESF. Comunicação.

Costa, F. S. 2010 maio. “Geopatrimónio ligado à agua. O caso do património industrial na bacia hidrográfica do rio Ave”. VI Seminário Latino-Americano de Geografia Física II Seminário Ibero-Americano de Geografia Física. Coimbra. Universidade de Coimbra. Comunicação.

Diário do Minho. 2009-06-09. Disponível em: http://livrozilla.com/doc/872238/património-industrial-e-museologia-em-portugal>. Acesso em 30 de julho de 2014.

Diário de Notícias. 2018.04.05. Disponível em: https://www.dn.pt/lusa/interior/turismo-industrial-ja-tem-norma-de-qualidade-especifica-para-a-realidade-portuguesa-9236163.html. Acesso em 15 de junho de 2018.

Direção Geral do Património Cultural. Portugal. Património Industrial. 2014. Disponível em: <http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/itinerarios/industrial/>. Acesso em 02 de setembro de 2014.

Duarte. J. M. 2013.11.25. “Património Industrial. Memória do Trabalho Produtivo”. In: Estudos do Património. Lisboa: Universidade Aberta. Disponível em: <http://estudospatrimonio.blogspot.pt/2013/11/patrimonio-industrial-memoria-do.html>. Acesso em 30 de julho de 2014.

European Route of Industrial Heritage. 2014. Disponível em: . Acesso em 23 de agosto de 2014.

Indústrias em atividade em Portugal. 2010. Disponível em:< http://www.rotanoave.com/Industria-em-Actividade.aspx>. Acesso em 25 de agosto de 2014.

Ironbridge. 2018. Disponível em:<http://www.english-heritage.org.uk/visit/places/iron-bridge/history/>. Acesso em 17 de junho de 2018.

Itinéraires et Paysages Culturels. Un Patrimoine Commun de l’Europe. 2014. Disponível em:<http://hdl.handle.net/10773/7812>. Acesso em 05 de setembro de 2014.

Itinerários Culturais do Conselho da Europa Instituto Europeu dos Itinerários Culturais. 2014. Disponível em: <http://www.culture-routes.lu/php/fo_index.php?)>. Acesso em 05 de setembro de 2014.

Matos, A. C. e Sampaio, M. L. 2014. “Património Industrial e Museologia em Portugal”. Revista Museologia & Interdisciplinaridade, v. 3, nº. 5 95-112 online ISSN 2238-5436. Disponível em:<http://hdl.handle.net/10174/11102>. Acesso em 20 de junho de 2018.

Matos, A. C., Ribeiro, I. M., Santos, M. L. 2003. “Intervir no património industrial: das experiências realizadas às novas perspetivas”. Sampaio, Maria da Luz ed.. Atas do Colóquio de Museologia Industrial. Reconversão e Musealização de Espaços Industriais, 21-32. Porto: Museu da Indústria. Disponível em: <http://hdl.handle.net/10174/10905>. Acesso em 15 de junho de 2018.

Mota, A. C. S. 2011. Turismo Industrial. Nova Força Económica para Municípios. Caso de Águeda. Dissertação de mestrado. Aveiro: Universidade de Aveiro. Disponível em: <http://instagram.com/turismoindustrialsjm>. Acesso em 02 de setembro de 2014.

Pereira, V. B. (coordenador) s.d.. Património Industrial do Vale do Ave. A Formação do Quotidiano Operário. Sociedade, Economia e Cultura num Contexto Industrializado do Vale do Ave. Dos Anos 50 à Atualidade. Disponível em:<http://www.rotanoave.com/Estudo/index.html>. Acesso em 02 de setembro de 2014.

Prat, J. M. & Valiente, G. C. 2012. “El patrimonio industrial como dinamizador del territorio. El caso del ecomuseo La Farinera, en Castelló d’Empúries Cataluña)”. In: Documents d’Anàlisi Geogràfica, vol. 58/1 79-100. Barcelona: Universitat Autònoma de Barcelona. Departament de Geografia. Disponível em: <http://dag.revista.uab.es/article/view/v58-n1-prat-canovas>. Acesso em 18 de junho de 2018.

Rota da Lã – Translana. 2014 Disponível em: http://www.centerofportugal.com/pt/a-rota-da-la-translana/. Acesso em 04 de setembro de 2014.

Rotas do volfrâmio na Europa. Memória dos homens e património industrial. Disponível em: . Acesso em 02 de setembro de 2017.

RPI - Rota do Património do Vale do Ave. Disponível em: <http://www.rotanoave.com/rota-apresentacao.aspx>- Acesso em 02 de julho de 2014.

Rutas de la lana. Disponível em: . Acesso em 02 de setembro de 2014.

Silva, J. M. coordenador. 2014.07.03. Plano Estratégico de Desenvolvimento Intermunicipal 2014-2020. Relatório final. Comunidade Intermunicipal do Ave. Disponível em: <http://www.cim-ave.pt/index.php/quem-somos/municipios>. Acesso em 20 de agosto de 2017.

Turismo Industrial.cat. Disponível em: <http://www.xatic.cat>. Acesso em 10 de setembro de 2014.

Turismo de Portugal. Normas de Qualidade. Qualidade e Sustentabilidade. Disponível em: <http://business.turismodeportugal.pt/pt/crescer/Qualidade%20_Sustentabilidade/Paginas/normas-de-qualidade.aspx>. Acesso em 10 de junho de 2018.

UNESCO World Heritage Center. Disponível em: <http://whc.unesco.org/>. Acesso em 02 de setembro de 2014.

Vieira, J. Lacerda, M. (coor. de) 2010. Kits - Património | Património Industrial. Lisboa: IHRU / IGESPAR. Disponível em: <http://www.patrimoniocultural.gov.pt/static/data/patrimonio_imovel/inventario/kit01.pdf>. Acesso em 10 de setembro de 2014.

Publicado
2019-10-16
Cómo citar
Meneses Rodrigues, J. (2019). La ruta del patrimonio industrial en el valle del Ave (norte de Portugal) en una nueva tendencia turística. PASOS Revista De Turismo Y Patrimonio Cultural, 17(5), 989-1003. https://doi.org/10.25145/j.pasos.2019.17.070