Turismo arqueológico: diagnóstico e análise do produto arqueoturístico

Autores/as

  • Fabiana Manzato

DOI:

https://doi.org/10.25145/j.pasos.2007.05.008

Palabras clave:

Turismo Cultural, Turismo Arqueológico, Planejamento e Diagnóstico de Sítios Arqueológicos

Resumen

Este artigo é resultado de uma pesquisa realizada durante uma viagem de estudos, em Portu- gal, que teve como objetivo testar no produto arqueoturístico estrangeiro a metodologia elaborada para diagnosticar o Turismo Arqueológico a partir das condições de uso turístico dos Sítios Arqueológicos no Estado de São Paulo, Brasil. As considerações iniciais traçam um panorama da atividade turística com ênfase no Turismo Cultural, e em particular o Arqueoturismo. Descreve a metodologia aplicada ao pro- duto arqueoturístico. Discorre sobre os atrativos arqueoturísticos e a importância do planejamento basea- do na preservação e interpretação dos Sítios Arqueológicos. Apresenta o diagnóstico de um sítio portu- guês e outro brasileiro, e faz uma análise destes.

Biografía del autor/a

Fabiana Manzato

Fabiana Manzato e Mestre em Turismo pela Universidade de Caxias do Sul (RS), Licenciada em História pela Universidade Estadual de Londrina (PR) e Guia de Turismo Nacional e América Latina credenciada pela Empresa Brasileira de Turismo (EMBRATUR) – Brasil.

Citas

Acerenza, M. 2000 Administración del Turismo: Conceptuali- zación y Organización. 4 ed. México: Trilhas.

Barretto, M. 2000 Turismo e Legado Cultural: as possibili- dades do planejamento. Campinas: Papirus.

Beni, M. C. 2001 Análise Estrutural do Turismo. São Paulo: Editora SENAC.

Beni, M. C. 2003 Globalização do turismo – megatendências do setor e a realidade brasileira, São Paulo: Aleph

Bertonatti, C. 2005 Interpretación y turismo: nos interesa dejar un mensaje al turista. Boletín de In- terpretación. España, n.12.

Boullón, R. 1997 Planificación del espacio turístico. México: Tri- lhas.

Dencker, A. F. M. 2002 Métodos e técnicas de pesquisa em turis- mo. São Paulo: Futura.

Köche, J. C. 1997 Fundamentos de Metodologia Científica: teoria da ciência e prática da pesquisa. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes.

Krippendorf, J. 2001 Sociologia do Turismo: para uma nova compreensão do lazer e das viagens. São Paulo: Aleph.

Kulemeyer, J. 2003 Propuesta para el desarrollo del turismo arqueológico en Argentina. Disponível em: http://www.naya.org.ar.

Lemos, L. 1999 Turismo: que negócio é esse? Uma análise da economia do turismo. Campinas, SP: Papirus.

Manzato, F. 2005 Turismo Arqueológico: diagnóstico em sítios pré-históricos e históricos no Estado de São Paulo. Dissertação (Mestrado em Turismo). Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul.

Martín, M. 2005 Interpretación del patrimonio en la pre- sentación de la ciudad al público local y visi- tante. Boletín de Interpretación. España, n.12.

Mazzanti, D. y Quintana, C. 2004 Mar del Plata. ¿Un futuro sin pasado? Disponível em http://www.mdp.edu.ar.

Murta, E.M. y Goodey, B. 2002 Interpretação do patrimônio para visitantes: um quadro conceitual. In: Murta, E.M.; Albano, C.(org.) Interpretar o patrimônio: um exercício do olhar. - Belo Horizonte: Ed. UFMG; Território Brasilis.

O'Neill, M. 2004 Archaeology and the grand tour: photog- raphy and Victorian Tourism. Worcester Society of Archaeological Institute of Amer- ica. Disponível em: http://www.webpages.charter.net

Pires, M. J. 2001 Lazer e Turismo Cultural. Barueri, São Paulo: Manole.

Petrocchi, M. 2002 Turismo: planejamento e gestão. São Paulo: Futura.

Prous. A. 1992 Arqueologia Brasileira. Brasília: Editora UNB.

Rambelli, G 1998 A Arqueologia subaquática e sua aplicação a arqueologia brasileira: o exemplo do baixo vale do Ribeira de Iguape. Dissertação (Mestrado em Arqueologia). Universidade de São Paulo. São Paulo.

Rejowski, M. y Solha, K. T. 2002 Turismo em um cenário de mudanças. In: Rejowski. M. (org).Turismo no percurso do tempo. (pp.71-115). São Paulo: Aleph.

Rejowski, M. et al 2002 Desenvolvimento do Turismo Moderno. In: Rejowski. M. (org).Turismo no percurso do tempo. São Paulo: Aleph.

Ruschmann, D. M. 1991 Marketing Turístico: um enfoque promocional. Campinas, SP: Papirus.

Smith, C y Harris, J. F. 2004 The future of Georgia´s archaeological resources: transforming citizens into de- fender. Disponível em http://www.georgiaarchaeology.org.

Vaz G. N. 2001 Marketing Turístico: receptivo e emissivo. São Paulo: Pioneira Thomson Learning.

Descargas

Publicado

2007-01-15

Cómo citar

Manzato, F. (2007). Turismo arqueológico: diagnóstico e análise do produto arqueoturístico. PASOS Revista De Turismo Y Patrimonio Cultural, 5(1), 99-109. https://doi.org/10.25145/j.pasos.2007.05.008