A paisagem cultural da Capitania da Parahyba, Brasil, na ótica da iconografia do período colonial

Luciano Schaefer Pereira

Resumen


A paisagem natural de João Pessoa está entre as mais belas do país, misturando praias paradisíacas, falésias, recifes, entre outros elementos naturais, sendo conhecido destino turístico balneário. Adicionado a isto, possui um Centro Histórico com edificações entre as mais antigas do país, refletindo um período histórico concernente à ocupação dos portugueses. Assim, a natureza privilegiada, associada ao patrimônio cultural importante, resulta na apropriação deste ambiente costeiro, com a consequente evolução urbana que data do século XVI. O objetivo deste trabalho é apresentar a percepção que viajantes que estiveram na Capitania da Parahyba possuíam acerca do ambiente físico que foi primordial para a consolidação e expansão urbana da capital, resultando em sua paisagem cultural. Para isto, recorreu-se a uma farta documentação iconográfica elaborada durante no período, com o papel de instigar as comunidades atuais a uma redescoberta de sua identidade e raízes que estão vinculadas aos elementos físicos do espaço.


Palabras clave


paisagem cultural- capitania da Parahyba- período colonial- iconografia- geodiversidade

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural
by PASOS, RTPC is licensed under a Creative Commons Reconocimiento-No comercial-Sin obras derivadas 3.0;a License. Permissions beyond the scope of this license may be available at info@pasosonline.org